18 de fev de 2011

Insônia

Eu queria apenas descansar...

Subi na cama e abri a janela
Deitei-me olhando para o céu e tentando enxergar as constelações.
A brisa gelada da madrugada me acariciava enquanto a lua iluminava meu quarto

Anestesiei-me e dormi.

Mari Bernun

14 de fev de 2011

QUADRILADO

De um lado para o outro das ruas de forma complacente e palavras intercaladas

As horas passavam...

Tudo muito rápido!

Um solo de piano fora analisado atrás das portas

De estático apenas os registros de uma máquina.

A simplicidade era a grande diferença

Detalhes eram analisados de ambas as partes

Duelo de olhares, busca por algo.

O cheiro de asfalto molhado era forte

Um arco-íris pintava o céu

E as ruas eram vazias...

O ritmo dos passos era lento

O único som percebido eram os pingos cadenciando com as vozes.

A noite caia e o luar não era sorridente

De tudo apenas um momento de negação!


Mari Bernun