3 de abr de 2011

Transcendendo

A viagem foi rápida, mas durou tempo suficiente para o necessário...

Percebi que não adianta haver precipitações. Parece até algo simples de ser percebido, mas às vezes provas são necessárias para que se possa ter certeza do rumo a ser (ou não) tomado.

Equivocamente pensei que um dia encontraria o manual. Mas com o passar do tempo vi que não existem citações que explique a vida.

Já faz um tempinho (anos) que vou levando cada dia como se fosse o último. Foi a forma que encontrei para montar meu quebra cabeça. Sem pressa de vê-lo finalizado, vou encaixando peça a peça... Posso não acertar de primeira, entretanto, são erros de percurso que fazem a cada encaixe um prazer mais intenso.

Paulatinamente vivendo...