6 de fev de 2011

Borboletando na cidade

Durante um tempo fiquei observando aquela borboleta passar no meio dos carros...
Voava desesperadamente sem saber se subia ou descia, foi quando ela veio com todo seu azul e roxo refletindo no sol e em poucos segundos estava no meu ombro. Naquele momento percebi que a pobre borboleta estava apenas repousando de um dia fatigante perdido na cidade.
Na falta de uma flor fui o ombro amigo daquele ser. O suficiente para entender como é duro borboletar por ai.