23 de dez de 2010

Paulista


Subindo as escadas da estação Consolação, na esquina da Augusta com a Paulista. Demoro um pouco para atravessar, faço uma rápida recordação do quanto feliz já fui ali.


Momentos de correria, amizade, encontros e desencontros. Um lugar que me faz feliz, onde as luzes têm um sentido e as pessoas andam apressadas...


Ali caminhando sozinha, olho a Serra da Cantareira, tropeço na imagem do Abapuro e me fascino com o som do skate na calçada no compasso da guitarra.


Ali onde no meio das árvores leio títulos intelectuais e ouço o ambulante de cd pirata.

Onde tudo sintetiza o meu eu...

Onde criei maturidade e comecei a trabalhar...


Um lugar em que Almodóvar anda de mãos dadas com José Padilha e o rock converge com o rap da casa ao lado.


Local de trabalho, diversão, cinema, natureza, ou apenas um lugar para caminhar.


Hoje olhando a lua cheia, caminhando lentamente entre a multidão até a FIESP, ouvindo uma música de um lugar qualquer e vendo as luzes de Natal estas recordações me vieram...


Mari Bernun