13 de nov de 2009

Olá pessoas que leem ' O Poeta está vivo - Caju'
Sei que estou em falta, e elguns até me perguntaram motivos pelo qual não estava postando.
Bom galerinha, a resposta é simples A CORRERIA !
Tenho novos textos e bla bla bla...
Mas para retomar as postagens, resolvi iniciar com alguns trechos de poemas que li uns tempos atrás. São rascunhos de vermelho em uma apostila de rádio, e foram feitas na ida para facul. Uma delas inclusive, na estação Vila Mariana. São palavras simples que demonstram sentimentos .Por conta disso que gostei. Sei que se eu não colocar aqui, é capaz de alguém nunca ler.
A autora dos esboços, é minha homônima, e por este motivo todos a chamam de Belmont para que as Marianas não sejam confundidas.

Mariana Bernun
**************************
"...Como faço para te ver?
Fui na sala e você não estava lá.
Nem seu livro...

As horas não passam
continuo aqui e você não volta.

Não faz mais isso!"
....................................................................................................

"... Já estou longe, mas não sei aonde estou...
Pensei em voltar mas desisti...
Trouxe comigo o amor para que você seja feliz"

Melhor assim..."
....................................................................................................

"... O frio lá fora me revela solidão
e nada me diz do que tenho que fazer (...)
Inventei sonhos, inventei poemas,
inventei aventuras e de nada adiantou..."

....................................................................................................

" Preciso me esconder antes que você apareça
Fugir antes de te ver...
Vou me perder enquanto há tempo..."
......................................................................................................

"...Não vou te esperar, vou sair por aí...
Levar seus livros, seu cheiro, levar tudo..."

Por Mariana Belmont
Trechos do dia 05/09/09