26 de jan de 2011

Perturbada por dois e-mails

É como quando aprendemos a andar de bicicleta. Você tem uma meta, sabe que pode se esborrachar, mas não desiste. É assim que aconteceu algumas vezes comigo, com algumas amigas e amigos.

Foi assim que me senti hoje ao ler um e-mail de aproximadamente um ano e outro que recebi hoje. Não dá para comparar os dois, mas a metáfora se encaixa nas duas situações.

Um pouco boba, infantil e indefesa diante de algumas palavras escritas...

Sinto que conversar cara a cara possa ser complicado algumas vezes, no entanto, é bem melhor se arriscar pessoalmente do que um papo pelo msn, facebook, Orkut ou até o quase defasado e-mail.

As frases se confundem, as entonações podem ser inúmeras e a interpretação pode ser a melhor ou a pior possível. É fato!

Mesmo sabendo disso eu mantenho essa mania torta de me comunicar por e-mail.